Já não se fazem
Homens como antigamente

DANIELA PEREIRA, JOÃO PEDRO DUARTE, MIGUEL ALMEIDA, PEDRO MIGUEL ROCHA

Esfera Contemporânea / 21
176 pp

Formato: 16cm x 23,50cm
ISBN: 978-989-680-017-8
Data de Publicação: Novembro de 2010
PVP: 14,90 euros
 

Prefácio (aliás Proémio)
Luís Miguel Rocha

Lá diz o povo que rir é o melhor remédio. E que a brincar se dizem as coisas sérias. E também as patetices, se tudo correr pelo melhor. Este livro levanta assim questões fundamentais para o futuro da humanidade: Os velhotes não deveriam ter o Viagra comparticipado pelo SNS? Se as pessoas das relações virtuais fossem assim tão interessantes estariam mesmo nos chats? Não seria já altura de perdermos a vergonha e abastecermos a nossa despensa de artigos da Sex Shop? Quando estamos num encontro romântico precisamos mesmo de atender chamadas da treta?

Num ambiente de fast food, conversas virtuais e relações apressadas, podemos falar de quê? De amores sinceros? De amores eternos? Provavelmente não... o mundo gira com demasiada rapidez, até para nos lembrarmos do nome da pessoa com quem dormimos a noite passada!
Nós, os autores, somos uma mulher e três homens, e nesta aventura de dedos cruzados e pensamentos em alvoroço, achámos que fazia sentido escrever sobre relações actuais, de pessoas comuns, de encontros e desencontros, de traições, de mentiras, de desejos, de desilusões.
Temos fantasmas num palco. E um casal perfeito que, na verdade, esconde defeitos. Temos homens que querem tudo ao primeiro olhar e mulheres que sonham com o homem ideal. Queremos rir, queremos fazer pensar, talvez queiramos mesmo um olhar diferente para esta sociedade que esmaga os sentimentos com camiões de areia. Vamos espreitar a felicidade dos outros?
Já não se fazem Homens como antigamente é um mundo que todos conhecem, é uma visita a uma época em que os comportamentos humanos mudam à velocidade da luz, é um Big Brother dos tempos modernos, onde nem os sonhos mais íntimos escapam a esta janela aberta.

SOBRE OS AUTORES E OUTRAS COISAS:
Este livro foi escrito por Daniela Pereira (Cortar as palavras num só golpe, 2005; Afectos Obsessivos: A poesia curiosamente sem açúcar, 2007), João Pedro Duarte (A Casa do Sonho Pagão, 2009; Uma Espécie de Sentido, 2009), Miguel Almeida (Um Planeta Ameaçado: A Ciência Perante o Colapso da Biosfera, 2006; A Cirurgia do Prazer: Contos Morais e Sexuais, 2010; O Templo da Glória Literária, 2010) e Pedro Miguel Rocha (Juntos Temos Poder, 2009; Chegámos a Fisterra, 2010).
Os autores oferecem-nos esta obra com uma fé inabalável no riso. E com a esperança de que algo para além daquilo que a visão humana consegue enxergar, e a que alguns iluminados dão o nome de oxigénio, possa purificar o sangue, tirar as rugas, combater o stress e até ajudar os leitores a queimar calorias!
Para mais informações, consulte o blogue
http://www.homenscomoantigamente.blogspot.com/